Frei Carlos toma posse como novo pároco/reitor do Santuário Senhor do Bonfim

Clique aqui para ver mais fotos da missa de posse

“Fincando os pés nessa missão e acolhida, queremos juntos com a Diocese (de Santo André) fazer esse serviço de evangelização.” Citando as prioridades do 8º Plano Diocesano de Pastoral e pregando a comunhão com todo o povo de Deus, Frei Carlos Alberto de Queiroz, OFMConv, 55 anos, foi empossado na noite de terça-feira (08/02), como o novo pároco e reitor do Santuário Senhor do Bonfim. O bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini presidiu a posse canônica do frei da Ordem dos Frades Menores Conventuais.

Paulista de Lorena (SP), Região do Vale do Paraíba, o frade franciscano foi o primeiro pároco da Paróquia Maria Imaculada, no Parque Novo Oratório, criada em dezembro de 2019 e onde permaneceu durante os últimos dois anos, e agora atende a mais esse chamado de Deus em sua vida. Ele agradeceu à querida comunidade, pelo trabalho desenvolvido em conjunto, ao bispo diocesano e à Província São Francisco de Assis, pelo apoio na missão, e aos paroquianos anfitriões que o acolheram com muito amor e carinho.

“Tenho recebido muitos gestos de carinho, de cuidado e a disponibilidade de irmãos e irmãs para juntos fazermos o caminho do evangelho. Deixo minha profunda gratidão à querida comunidade Maria Imaculada e agora, na Casa da Misericórdia, no Santuário Senhor do Bonfim, vivamos o evangelho e o resto nos será dado. Paz e bem!”, conclama o novo pároco e reitor, que anteriormente já havia atuado como vigário paroquial no santuário.

Frei Carlos Alberto também assume como guardião do Convento Senhor do Bonfim (Fraternidade e Seminário), fundado canonicamente no dia 7 de setembro de 1949 e localizado no próprio Santuário Senhor do Bonfim, na Rua Oratório, 1458, no Parque das Nações, em Santo André.

Fraternidade e amor são fundamentais
Cerca de 300 pessoas participaram da celebração, que contou com as presenças dos frades menores conventuais, – entre eles, o Ministro Provincial da Província São Francisco de Assis, Frei José Hugo da Silva Santos, OFMConv -, o secretário episcopal Pe. Camilo Gonçalves de Lima, que auxiliou na posse, membros de pastorais, movimentos e associações do Santuário Senhor do Bonfim e paroquianos da Paróquia Maria Imaculada.

Durante a homilia, Dom Pedro Cipollini meditou sobre a vida cheia de ritos, frutos de relacionamentos de amor e cheios de fraternidade, ao falar da existência do ministério do padre, que deve fomentar a comunhão de toda a comunidade, se referindo ao pároco como um “pai de família”, segundo define o Código de Direito Canônico (Cân. 1284).  “Que essa comunidade tão generosa, que há muitos anos antes da fundação da Diocese (no dia 22 de julho de 1954) já era uma comunidade (paróquia) dirigida pelos franciscanos conventuais (desde a década de 1940). Então, que essa comunidade receba de braços abertos, o Frei Carlos Alberto, que já é conhecido de vocês. Além de pároco, ele será o guardião do convento. Que São Francisco de Assis lhe fortaleça e que você, que já tem experiência, seja fortalecido por essa celebração eucarística, pela fraternidade dos irmãos e pela acolhida generosa dos fiéis desta querida comunidade paroquial”, reflete o bispo.

Família franciscana acolhe o Frei Carlos
“Que Jesus abençoe muito o frade Frei Carlos”. A mensagem da garotinha Marcela, 10 anos, que participa da Catequese da Primeira Eucaristia, resume todo o sentimento do povo de Deus que prestigiou a posse do pastor que chega para cuidar das ovelhas do Senhor do Bonfim. “Que ele (Frei Carlos) seja acolhedor e possa manter essa igreja unida, firme como sempre fomos, uma família de irmãos unidos em Cristo”, complementa a mãe da Marcela, Cristiane Maria Martins Pereira, 49 anos, que frequenta o templo católico há mais de duas décadas.

Coordenador do CPP (Conselho de Pastoral Paroquial), Fernando Fernandes, 47 anos, participa da comunidade há 27 anos e relata uma grande expectativa para o trabalho que será realizado pelo novo administrador do santuário. “Que a simplicidade dele possa contagiar a toda a nossa comunidade. Uma pessoa muito simples, mas também de grande temor e amor a Deus”, comenta o líder de produção, que já conhece o Frei Carlos.

“A gente acredita que será uma administração muito boa, ainda neste tempo de pandemia que precisamos de acolhida, amor, sabedoria e de muito discernimento. Que o Frei Carlos nos faça caminhar rumo a Deus, numa união ainda mais fraterna para nossa comunidade e nosso bairro”, projeta.

Rito de posse
A leitura da nomeação de posse do pároco e reitor foi realizada pelo Frei Gilson Miguel Nunes, OFMConv. Depois, Frei Carlos realizou a Profissão de Fé e após o Ato Penitencial e as primeiras leituras, recebeu o Evangeliário para proclamar o Evangelho. Logo após a homilia ocorreu a Renovação das Promessas Sacerdotais e a entrega dos símbolos que caracterizam a missão paroquial e evidenciam o serviço do padre junto ao povo que lhe é confiado: as chaves da igreja e do sacrário, a jarra batismal e a estola roxa. Após esse momento, o novo pároco fez o Juramento de Fidelidade. Em seguida, Dom Pedro declarou oficialmente Frei Carlos como o novo pároco e reitor do Santuário Senhor do Bonfim, sendo aclamado pelos paroquianos locais e de suas comunidades. No final da missa, Frei Carlos assinou a ata, que também foi assinada pelo bispo diocesano e demais testemunhas.

Conheça o Frei Carlos Alberto de Queiroz

“A quem iremos Senhor, somente tu tens palavra de vida eterna” (Jo 6, 68)

Filho de José Anacleto de Queiroz e Maria Apparecida de Queiroz, Frei Carlos Alberto de Queiroz nasceu no dia 4 de maio de 1966, na cidade de Lorena (SP). Ingressou no postulantado dos Frades Menores Conventuais, no ano de 1994, em Curitiba (PR). “Dois pontos que fizeram deixar tudo e seguir a vida religiosa franciscana: o serviço aos mais pobres e a vida de São Francisco de Assis”, confidencia.

Frei Carlos possui licenciatura em Filosofia, bacharelado em teologia e psicologia, e pós graduação em psicologia junguiana. “Caso não fosse religioso e presbítero, com certeza teria continuado sendo agente florestal do IBAMA, pois este era meu trabalho antes de ingressar no seminário”, argumenta.

Em sua caminhada sacerdotal, Frei Carlos foi pároco nas paróquias Nossa Senhora do Rosário, em Itaberaba (BA); Imaculado Coração de Maria, em Boa Vista do Tupim (BA); vigário no Santuário Senhor do Bonfim, em Santo André, e desde dezembro de 2019 atuava pároco da Paróquia Maria Imaculada, também em Santo André, onde permaneceu durante os dois últimos anos.

Foi coordenador de Pastoral na Diocese de Ruy Barbosa (BA) e atualmente é membro da Comissão para a Tutela de Menores e Pessoas em Situação de Vulnerabilidade da Diocese de Santo André.

Entre seus hobbies, Frei Carlos aprecia leitura. Indica o livro Eu Francisco (Carlos Carreto). Também admira o escritor Rubem Alves (1933-2014). Sobre o filme, cita As Cruzadas (Série. Doc). Gosta de uma boa MPB. Seus cantores e compositores favoritos são Oswaldo Montenegro e Elomar. É torcedor do Corinthians e vôlei é o esporte de sua preferência. Sua viagem marcante foi para o Vale do Pati – Chapada Diamantina, na Bahia.

Fonte: Diocese de Santo André

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.