Maria, peregrina na fé

É difícil no decorrer das atividades do nosso dia a dia, caminhar e enfrentar as dificuldades. Com a Virgem Maria não foi diferente, ela também deu seu “sim” decidido para Deus, mesmo sem saber o que veria pela frente. O que faz uma pessoa seguir por um caminho, onde por vezes, está escuro e sem uma compreensão prévia? A Fé.

Maria, como a perfeita discípula de Jesus, renovou a cada dia o seu compromisso com Deus e quando se deparava com uma situação que não entendia, buscava guardar as coisas em seu coração. Eis a atitude de uma pessoa de fé, que confia e acredita na mensagem de Deus. Toda a vida de Maria foi um desafio e constantemente ela precisou dar passos de fé, seja na infância de Jesus, como em sua vida pública e principalmente diante da sua paixão e morte na cruz.
Sua parente Isabel irá proclamar: “Bem-aventurada aquela que acreditou”, por isso, Maria é o perfeito ícone do cristão, pois nela, a fé se mostrou cheia de frutos, e quando a nossa vida espiritual dá fruto, enchemo-nos de alegria, que é o sinal claro da grandeza de Deus. Assim, proclamamos: “Maria, Mãe da Igreja e Mãe da nossa fé, ajudai-nos em nossa fé, abre os nossos ouvidos para a Palavra de Deus, despertai em nós o desejo de seguir o vosso Filho e ajudai-nos a confiar plenamente n’Ele”.
 
Texto de Frei Gustavo Jonas, OFMConv.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.